Quarta-feira , 29 de Junho de 2022

MÍDIA CENTER

Talita Oliveira lembra a história dos 131 anos de Barreiras

Publicado em: 27/05/2022 15:04
Editoria: Notícia

Deputada Talita Oliveira (Republicanos)
Foto: AscomALBA/AgênciaALBA
A deputada Talita Oliveira (Republicanos) lembrou a história de Barreiras ao parabenizar a população do município do oeste baiano pela passagem do aniversário de 131 anos nesse último dia 26 de maio.


Na moção apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), Talita contou que Barreiras era parte da sesmaria de Antônio Guedes de Brito – o conde fundador do Morgado da Casa da Ponte. No século XVI, elas foram vendidas a José Alves Martins, Domingos Afonso Serra e outros, ficando devolutas as chapadas da serra, dando origem, depois da morte dessas às primeiras residências.


Em 06 de abril de 1891, pela Lei Estadual nº 237, Barreiras passou a ser Vila e, em 26 de maio de 1891, foi decretada a emancipação política de São João das Barreiras com território desmembrado de Angical. Assim, o nome do município passou a ser Barreiras, sendo elevado à categoria de cidade através da Lei Estadual nº 449 de 19 de maio de 1902.


“Situada no Oeste da Bahia, Barreiras é contornada por serras sendo uma linda cidade com belezas naturais e possui o principal centro urbano, educacional, tecnológico, econômico, turístico, político e cultural daquela região”, pontuou ela, no documento.


Com uma área de 7.895.241 Km 2, Barreiras é um dos municípios de maior população da Bahia, pois tem 156.975 habitantes (IBGE 2020) e está localizado há 871 Km de Salvador.

“Importante pólo agropecuário e agrícola da região nordeste, produz frutas e possui uma grande atividade comercial, com vários estabelecimentos comerciais e também indústrias”, contou.


Segundo ela, Barreiras é o principal centro econômico e populacional do Estado da Bahia, sendo conhecida nacionalmente pelos seus agronegócios. Na agropecuária, Barreiras é uma grande produtora de grãos como a soja, milho, café algodão e na pecuária destaca-se na exploração bovina.”



Compartilhar: