Terça-feira , 25 de Janeiro de 2022

MÍDIA CENTER

Presidente Adolfo Menezes se reúne com jornalistas e faz avaliação da conjuntura

Publicado em: 07/12/2021 21:12
Editoria: Notícia

Chefe do Legislativo também aproveitou o almoço com a imprensa para fazer um balanço das atividades parlamentares
Foto: PauloMocofaya/AgênciaALBA
O presidente Adolfo Menezes almoçou, nesta terça-feira (7), com jornalistas credenciados no Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa, retomando tradição de três décadas, suspensa em 2020 por conta da pandemia da Covid. Ele fez um rápido balanço das atividades parlamentares desse ano, frisando que em momento algum houve paralisação das atividades de plenário, sendo a Bahia o segundo estado a instituir um modelo de votação virtual, o Sistema de Deliberação Remota (SDR) e anunciou um esforço para zerar a pauta de votações antes do início do recesso de janeiro.


Ele disse que o Legislativo apreciará ainda em 2021 um projeto de lei que o Executivo finaliza, reajustando os salários do funcionalismo público defasado pela inflação de dois dígitos. Não quis oferecer detalhes da matéria, pois caberá o anúncio formal dos percentuais ao governador Rui Costa, mas diante da insistência dos repórteres setoristas adiantou que o reajuste será diferenciado – por categoria profissional – e que o maior percentual chegará a 19%, recuperando perdas inflacionárias.


LIMITE

Diante ainda da ameaça da Covid, em suas agora múltiplas variantes, houve um limite estrito dos profissionais convidados dado a exiguidade do espaço utilizado para a refeição, o Salão Nobre. Portanto, foi priorizada a presença dos integrantes da diretoria do Comitê Edson Alves de Imprensa, dos profissionais formadores de opinião (como colunistas e articulistas) e dos profissionais mais assíduos na ALBA e que cobrem as atividades do Poder para os órgãos de imprensa de maior alcance ou repercussão. O distanciamento limitou a 14 o número de jornalistas presentes.


O presidente da Assembleia Legislativa também abordou a conjuntura nacional, as eleições de 2020 nos cenários local e nacional – sempre tendo o cuidado de repetir que falava em seu nome pessoal, da sua percepção do momento político e não o do seu partido ou de qualquer líder político estadual. O tom foi de extremo bom humor e o deputado Adolfo Menezes manifestou a sua satisfação (e surpresa) por ter assumido interinamente a administração estadual por 17 dias, quando autorizou a construção de uma estrada com mais de 60 quilômetros em sua terra natal, Campo Formoso, que estava na programação estadual.


Sobre o reajuste do funcionalismo, ele disse que o governador Rui Costa se comprometeu em enviar os projetos de reajuste nos próximos dias e adiantou que ele e os demais parlamentares “faremos a nossa parte aqui na Assembleia. Sabemos dos anos difíceis que atravessamos, a inflação e a perda do poder de consumo dos servidores devem ser minimizadas. É uma forma de recomposição, dentro dos limites da responsabilidade fiscal”, ressaltou.


Na ocasião, o presidente apresentou o balanço das atividades de 2021, tendo destacado os 39 projetos de procedência externas votados, além dos 70 de iniciativa parlamentar. “Hoje mesmo, votamos as matérias que autorizam as vendas dos imóveis, além de um do Ministério Público e o que nomeia a estrada que autorizou no Executivo, em Campo Formoso, como rodovia Pedro Gonzaga de Menezes, em homenagem ao meu pai. Sou grato aos meus pares por esta honraria”, completou.


Sobre a reabertura dos trabalhos totalmente presenciais na Assembleia, o presidente voltou a esclarecer que todas as medidas sanitárias continuarão a ser tomadas e que as decisões sobre retorno ficarão a cargo da Mesa Diretora e da assessoria médica da Casa: “Estávamos planejando para retomar tudo no início do ano, mas a nova variante nos obrigou a ter cautela. Vamos aguardar os relatórios e procedimentos”, acrescentou.


Ele admitiu que parte do “charme” do Legislativo são os debates e o intenso fluxo de pessoas, que chega a quatro mil diariamente, algo que incentiva aos deputados, movimenta o Poder e traz a sociedade aqui para dentro: “É fato que nós deputados sabemos que esta é uma de convivência, de presença, que recebe pessoas de todo estado, nosso restaurante, galerias, plenário, comissões, gabinetes. Enfim, a Assembleia é um lugar por onde a Bahia passa e queremos que volte. Mas só podemos fazer isso com segurança”, completou.


O presidente da ALBA admitiu a possibilidade de se criar o regramento para que apenas as pessoas vacinadas possam acessar as dependências do Palácio Luís Eduardo Magalhães e seus anexos a partir do próximo ano e observou: “Não é papel nosso obrigar ninguém a tomar a vacina, mas vamos trabalhar para que seja exigido que para transitar por aqui tenha sido vacinado. É uma medida de segurança”.


Ao encerrar a conversa com 15 profissionais credenciados junto ao Comitê de Imprensa, ele louvou o papel da imprensa e a amplitude que os trabalhos passam a ter quando divulgados com a isenção, objetividade e rapidez que marca o jornalismo político da Bahia nesse momento de tanta disseminação de notícias sem a devida comprovação.
...

[Mensagem cortada]  Exibir toda a mensagem



Compartilhar: