MÍDIA CENTER

Colegiado propõe inclusão de temáticas sobre violência doméstica nas escolas

Publicado em: 28/10/2021 06:48
Editoria: Comissões

Agendamento de reunião com o secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues, e realização de painel com experiências positivas de redução de violência de gênero, em alusão aos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Essas foram as atividades aprovadas pela Comissão dos Direitos da Mulher, na reunião desta quarta-feira (27).

Proposta pela deputada Fátima Nunes (PT), a reunião com o secretário Jerônimo Rodrigues terá como pauta as políticas públicas no âmbito da SEC, com foco na inclusão de temáticas de combate à violência contra a mulher na grade curricular, em cumprimento a legislações pertinentes. A ideia, segundo a proponente, é que os professores façam um trabalho mais intenso de formação humana com os alunos, de respeito às mulheres e aos os idosos.

“Que a educação no estado possa contribuir efetivamente, através da prática pedagógica, para o combate à violência, para uma relação de gênero de maneira respeitosa”, colocou.

O painel de experiências positivas, como parte das atividades dos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres deverá contar com a participação de entidades e gestores baianos, e de outros estados, como Pernambuco e São Paulo, que compartilharão as práticas que deram resultado na redução da violência de gênero. “Estamos ostentando indicadores altíssimos, e embora haja um declínio dos índices de feminicídio na Bahia, só poderemos dizer que essa queda é real, se houver, de fato, essa tendência”, alertou.

21 DIAS DE ATIVISMO

Antes chamada 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, a iniciativa foi criada em 1991, por 23 feministas de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), nos EUA. Desde então, a mobilização educativa acontece em 159 países, de 25 de novembro (Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres) a 10 de dezembro (Dia Internacional dos Direitos Humanos).

A Bahia incorporou mais dias de ativismo, começando em 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, e terminando no dia 10 de dezembro.



Compartilhar: