Quarta-feira , 28 de Julho de 2021

MÍDIA CENTER

Tom Araújo parabeniza Santaluz, Mascote e Lamarão

Publicado em: 21/07/2021 06:43
Setor responsável: Notícia

A passagem do aniversário de 86 anos de emancipação política da cidade de Santaluz, comemorado no domingo (18), e de 59 anos dos municípios de Mascote, na segunda (19), e Lamarão, nesta terça (20), foi parabenizada pelo deputado Tom Araújo (DEM) em três moções de congratulações apresentadas na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).

A respeito de Santaluz, o parlamentar destacou que a cidade, além de ter um povo trabalhador e hospitaleiro, é também detentora de belezas naturais e é reconhecida por suas diversas atividades, dentre as quais podem ser citadas a mineração, indústria, agricultura, pecuária e o comércio.

De acordo com Tom Araújo, a formação da sede do município tem sua origem no século passado, quando num pequeno aglomerado de casas situado em terras da fazenda Santa Luzia, em território vinculado ao município de Queimadas, foi instalada uma estação ferroviária da Leste Brasileiro. O povoamento manteve seu crescimento e, através do Decreto Estadual datado de 18 de julho de 1.935, foi criado o município, porém, ainda com a denominação de Santa Luzia. Em 1.943, teve seu topônimo alterado para Santaluz.

“Prestamos nossa homenagem e da Assembleia Legislativa da Bahia ao município de Santaluz, tempo em que parabenizamos todos os seus munícipes nesta data especial quando completa 86 anos da sua emancipação político-administrativa. Congratulamos com o povo luzense com o desejo de que possam se manter no caminho do desenvolvimento político, econômico e social”, concluiu Tom Araújo.

No documento referente a Mascote, Tom Araújo ressaltou que as primeiras movimentações de povoamento na região onde o município se originou ocorreram por volta do século XVIII. No ano de 1923, o lugar se tornou distrito, contudo foi suprimido em 1930. Em 1933, foi anexado ao distrito de Boa Vista do Jacarandá, vinculado a Canavieiras, porém retorna à categoria de distrito em 1936, vindo a se tornar sede distrital em 1938, quando teve o seu topônimo alterado para Mascote. A independência administrativa aconteceu pela Lei Estadual de 19 de julho de 1962, desmembrando-se de Canavieiras.

“Nesta data em que o município comemora o 59º aniversário da sua emancipação, saúdo todos os munícipes, parabenizando-os por essa importante conquista. Que os filhos dessa terra continuem, através da determinação e da força do seu trabalho, a conduzir o município pelos trilhos do desenvolvimento, abraçando sempre novas conquistas”, declarou o legislador.

Quanto a Lamarão, localizado a 177 km da capital Salvador, Tom Araújo disse que foi ainda no XVII que se registrou as primeiras movimentações de povos não indígenas no território, quando os irmãos Antônio e José Celestino de Oliveira construíram moradia no local. Sobre o topônimo Lamarão, tem-se que se originou devido a uma lagoa situada no local mais baixo do povoamento, que em períodos de estiagem formava um lamaçal.

Dentro do processo de formação do município, consta ainda que em 1.716 as terras onde a cidade de Lamarão se situa pertenciam a Serrinha. Em 1920, Lamarão passou a distrito através da Lei Municipal 148, de 14 de agosto de 1922, aprovada em 26 de julho de 1923 pela Lei Estadual 1.631. Em 20 de julho de 1962, pela Lei Estadual no 1.737, foi alcançada a emancipação política e administrativa do município.

“É com satisfação que apresento congratulações a todos os munícipes nesta data comemorativa dos 59 anos da emancipação do município. Povo acolhedor e que tem conduzido o município a novas conquistas, os lamarãoenses se mostram trabalhadores e firmes em seus ideais. Parabenizo a todos por essa realização tão importante para essa terra”, declarou Tom Araújo.



Compartilhar: