Quarta-feira , 26 de Junho de 2019

MÍDIA CENTER

Projeto de Alden obriga presença de orientador educacional em instituições de ensino

Publicado em: 17/04/2019 16:46
Setor responsável: Notícia

Divulgação/AgênciaALBA

O deputado Capitão Alden (PSL) apresentou projeto de lei que decreta obrigatoriedade de manutenção de, no mínimo, um orientador educacional em cada instituição estadual de ensino fundamental e médio com 300 ou mais alunos matriculados. As instituições que tenham menos de 300 alunos serão consideradas em conjunto, para efeito de aplicação da lei proposta.


Na justificativa do projeto, o parlamentar lembrou a Constituição Estadual da Bahia, que define a educação como direito de todos e dever do Estado e da família, a ser promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.


O legislador ressaltou a função do orientador educacional no âmbito das escolas e sistemas escolares de nível médio e primário, assistindo o educando, individualmente ou em grupo, ordenando e integrando os elementos que exercem influência em sua formação e preparando-o para o exercício das opções básicas da vida.

“O trabalho do orientador educacional, filiado ao da coordenação pedagógica, constitui um poderoso instrumento de qualificação da educação oferecida. Sua presença na escola é reconhecidamente fundamental ao atendimento adequado e integral ao educando”, argumentou.








Compartilhar: