Terça-feira , 10 de Dezembro de 2019

MÍDIA CENTER

DIRETO DO PLENÁRIO - Parlamentares destacam eventos do final de semana

Publicado em: 08/04/2019 20:31
Setor responsável: Notícia

NeuzaMenezes/AgênciaALBA
A maioria dos discursos da sessão ordinária do Legislativo baiano, desta segunda-feira (8), convergiu para eventos do final de semana: as manifestações no Brasil que marcaram um ano da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a inauguração, na capital baiana, do novo trecho da Avenida 29 de Março pelo Governo do Estado.

 
O deputado Zé Raimundo (PT) destacou, no pequeno expediente, os protestos do último domingo, dia 7 de abril, quando “o Brasil inteiro disse que quer Lula livre e aqui todos nós temos esse compromisso histórico de lutar pela libertação de um preso político”. O petista relembrou o processo de impeachment da ex-presidente Dilma até a condenação do ex-presidente.


A realização da sessão especial, ocorrida na Assembleia Legislativa na última sexta-feira (6), intitulada Em Defesa da Democracia, Lula Livre, foi mencionada pelo deputado Jacó (PT): “Aqui, tivemos uma plenária maravilhosa, entusiasmada. Foi uma sessão muito significativa, quero parabenizar o deputado Marcelino Galo, que presidiu o evento. Foi um evento importantíssimo em que fizemos um debate qualificado. Ficou claro, mais uma vez, que o nosso líder é um preso político, é perseguido pelo Judiciário”. 


Olívia Santana (PC do B) ressaltou a entrega, neste sábado (6), do trecho da Avenida 29 de Março que liga a orla atlântica, a partir da Avenida Orlando Gomes, à BR-324, na altura do bairro de Águas Claras. “Uma avenida estruturante para Salvador e sobretudo por proporcionar uma integração física da nossa cidade, uma ligação importantíssima porque enfrenta o problema da segregação social”, celebrou a comunista.


O deputado Robinson Almeida (PT) também falou da inauguração da 29 de Março na capital do Estado. “É mais um equipamento estruturante da cidade de Salvador, ligando o Subúrbio à orla atlântica. Ela se soma a outras intervenções que mudaram a área do transporte público e a forma de circulação na cidade”, ressaltou. 


A deputada Maria del Carmen (PT) reforçou, em pronunciamento, a importância do trecho  inaugurado, no último sábado, pelo governador Rui Costa em Salvador. “A via preenche todos os requisitos de uma avenida nova, moderna. Seria a primeira transversal entre as orlas atlântica e a Suburbana, na Baía de Todos os Santos”, frisou a parlamentar, que leu em plenário a carta do ex-presidente Lula ao povo brasileiro, divulgada neste domingo, durante as manifestações no país.
 

Na sequência, o deputado Marcelino Galo (PT) se associou à fala da colega de partido, pedindo ao serviço de taquigrafia que desse também como lida por ele a carta. “Como é que um homem, um ano recluso, sem falar com ninguém, proibido de dar entrevista até no enterro do seu neto, continua dialogando com o povo brasileiro? Quebraram a Constituição, quebraram toda a legislação apenas para mantê-lo preso. E aqui, hoje, todos nós vamos reafirmar esta carta de Luiz Inácio Lula da Silva, porque aqui todos somos Lula”, disse o líder do PT na Casa.


“Não tenho dúvida que o presidente Lula está preso pela política, até porque a nossa Constituição diz que ninguém pode ser preso antes de transitado em julgado, até o último recurso”, afirmou o deputado Adolfo Menezes (PSD). Juntando-se às falas dos colegas, o pessedista parabenizou ainda o governador Rui Costa pela entrega da nova etapa da Avenida 29 de Março e outras obras de mobilidade em Salvador, como o metrô. 


Tiago Correia cita estudo sobre violência


O deputado Tiago Correia (PSDB) manifestou preocupação com os dados divulgados pela organização Conselho Cidadão para a Segurança Pública e a Justiça Penal do México, que mencionou três cidades baianas entre as mais violentas do mundo, a exemplo de Feira de Santana, a 14ª mais violenta no ranking mundial. 

“A gente fica mais triste ainda quando vê nesta lista mundial outras cidades do nosso estado. Vitória da Conquista é a 22ª, Salvador 29ª, vivemos em guerra civil. Isso é reflexo das políticas públicas empregadas há anos em nosso estado”, sugeriu o tucano, durante pronunciamento, nesta segunda-feira (8), na tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia.

O parlamentar também apontou alternativas para a redução dos índices apresentados. “Poderíamos dizer que aumentaram os investimentos na segurança pública, há mais viaturas entregues aos municípios, mas será que é assim que se combate o problema? Deve se investir na educação infantil, apostar na geração de empregos”, argumentou.


Compartilhar: