MÍDIA CENTER

Neusa propõe ampliar assistência social para famílias mais vulneráveis

Publicado em: 27/03/2020 22:37
Setor responsável: Notícia

A deputada Neusa Cadore (PT) defendeu, em indicação encaminhada ao governador Rui Costa e ao secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, a liberação de recursos extras para atender emergencialmente as famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar por causa da pandemia do novo coronavírus. No documento, ela lembrou que a oferta dos Benefícios Eventuais está prevista na Lei Orgânica de Assistência Social (Loas) e pode reforçar o apoio aos municípios baianos no atendimento dessas famílias. 

 

“A Bahia tem tomado um conjunto de medidas no sentido de proteger a população, principalmente as pessoas em situação de vulnerabilidade, por isso sugerimos a garantia desse direito socioassistencial que, integrados aos demais serviços, poderá contribuir de forma decisiva para amenizar os impactos sociais decorrentes da pandemia que o Brasil e a Bahia estão atravessando enquanto durar a quarentena”, explicou a deputada, que preside a Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). 

 

Segundo Neusa Cadore, a ideia é que o auxílio seja utilizado na concessão de benefício alimentação e kit de higiene. “O enfrentamento da doença prescinde do cumprimento de quarentena, mas isso impacta diretamente no segmento mais pobre da população que não tem condições de sobrevivência durante esse período”, disse ela, ao lembrar a aprovação na ALBA, na última segunda-feira (23), do decreto enviado pelo Governo do Estado que reconheceu situação de calamidade pública na Bahia. 

 

Neusa explicou ainda que a proposta foi construída em parceria com o Colegiado Estadual de Gestores Municipais da Assistência Social (Coegemas/BA), “organização que tem lutado junto com outros atores pela recomposição do orçamento público na perspectiva de combater o avanço da pobreza e das desigualdades”.



Compartilhar: