Segunda-feira , 23 de Setembro de 2019

MÍDIA CENTER

Parlamentares destacam passagem do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio

Publicado em: 10/09/2019 23:07
Setor responsável: Notícia

CarlosAmilton/AgênciaALBA
A data de 10 de setembro, Dia Mundial para Prevenção do Suicídio, foi um dos assuntos mais tratados pelos deputados durante a sessão ordinária realizada na tarde desta terça-feira na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). A deputada Ivana Bastos (PSD), secretária geral da União Nacional das Assembleias Legislativas do Brasil (Unale), lembrou que a prevenção ao suicídio é um dos temas do seminário regional de Promoção e Defesa da Cidadania, realizado em todas as regiões do país pela entidade durante a campanha Setembro Amarelo. “Precisamos, sim, tratar desse assunto, não como tabu, mas com política pública”, disse a parlamentar. Horas antes da sessão, a Assembleia  promoveu um ato intitulado “Um abraço pela vida” no Saguão Josaphat Marinho marcando a participação da ALBA na campanha nacional.

Alan Castro (PSD), presidente da Comissão de Saúde do Legislativo, levou ao plenário dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) e mostrou que o estudo da entidade aponta a existência de um suicídio no mundo a cada 40 segundos. O legislador também destacou que a cada dez mortes, nove poderiam ser evitadas. 

A deputada Olívia Santana (PC do B), ao tratar do tema, lembrou que um levantamento do Ministério da Saúde indica que o índice de mortes por suicídio entre jovens negros aumentou 12% entre 2016 e 2018. A legisladora também disse que a probabilidade de ocorrência de suicídio entre os jovens negros no Brasil é de 45% a mais do que entre jovens brancos.

Fabíola Mansur (PSB) também levantou a temática da campanha do Setembro Amarelo e manifestou sua preocupação com o que considera uma epidemia entre os jovens. Em seu discurso, a parlamentar informou que sua indicação que propõe transformar o Núcleo de Estudo e Prevenção ao Suicídio (Neps) em um centro de referência foi aprovada pela Mesa Diretora da ALBA e já foi encaminhada ao governador Rui Costa.

O deputado Capitão Alden (PSL) pediu uma questão de ordem após a fala da deputada Fabíola e relatou que seu Projeto de Lei nº 23.066/2019, que sugeria a instalação de telas e gaiolas de proteção nas passarelas e viadutos da Bahia, foi rejeitado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). No entanto, o legislador afirmou que vai adequar a proposta à norma da Casa e a reapresentará como indicação.


Compartilhar: