Quarta-feira , 19 de Junho de 2019

MÍDIA CENTER

Tom Araújo reverência memória de Paulo Gaudenzi

Publicado em: 11/02/2019 18:18
Setor responsável: Notícia

Divulgação/AgênciaALBA
O democrata Tom Araújo lamentou, em moção de pesar, o falecimento de Paulo Gaudenzi, ex-secretário de Cultura e Turismo da Bahia, ocorrido no último dia 4. Considerado pelo parlamentar “um dos nomes mais respeitados da política do Turismo”, foi também presidente da Bahiatursa “quando o Estado se sobressaía isolado entre os destinos do Nordeste”. 

“Gaudenzi criou a Salvador Destination, trabalhou com Guilherme Paulus no relançamento do Hotel da Bahia (como Sheraton) e era consultado por destinos e órgãos de Turismo em todo o Brasil e Exterior”, destacou o parlamentar na moção protocolada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). Foi um dos responsáveis pela criação da Promoexport no final de 1970, “sistema que objetivava a promoção e incremento das atividades de exportação da região”, presidindo, durante o Governo Roberto Santos, a empresa criada para construir e gerir o Centro de Convenções da Bahia, inaugurado em 1979. 

Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal da Bahia e Licenciado em História pela Universidade Católica de Salvador, Paulo Gaudenzi foi, por 12 anos, secretário de Cultura e Turismo durante os governos de Antonio Carlos Magalhães e Paulo Souto, sendo responsável por desenvolver e implantar o plano estratégico do Turismo no Estado nos anos de 1980 e 1990, “levando a Bahia ao topo do Turismo nacional”. 

A partir de 2006 passou a prestar consultoria “a diversos estados e prefeituras”, elaborou o Plano Emergencial de Turismo para Fortaleza e o Plano Estratégico de Desenvolvimento Turístico de Natal. Em 2011 liderou o projeto de reforma e modernização do Hotel da Bahia, onde permaneceu como diretor até 2018. 

Em 2013, participou da criação da Salvador Destination, associação criada para promover e divulgar Salvador no segmento de eventos, “sendo seu vice-presidente por quatro anos”. Também foi vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) por dois mandatos e da Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE). Ao longo da carreira, Paulo Gaudenzi publicou cinco livros “e proferiu mais de 150 conferências e palestras no País e no mundo”. Gaudenzi deixa três filhos. 
 
“Neste triste momento de grande perda, lamentamos e manifestamos nossas condolências aos filhos, familiares, amigos e admiradores de Paulo Gaudenzi, devotando-os todo nosso sentimento de solidariedade”, declinou o parlamentar.  
 



Compartilhar: