NOTÍCIAS
Servidores tem até 31 de agosto para realizar cadastro na albanet

Compartilhe

Todos os servidores públicos que trabalham na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) tem até o dia 31 de agosto para realizar a atualização cadastral no eSocial. O cadastramento no sistema permitirá a unificação das informações dos trabalhadores em todo o território nacional.

A atualização dos dados no eSocial é de competência do servidor e é obrigatória. A não realização acarretará em exclusão do funcionário da folha de pagamento. De acordo com Evelin Araújo Gabriel, técnica legislativa da Superintendência de Recursos Humanos da ALBA, o funcionário só precisa ter em mãos o nome completo, o CPF, o PIS/Pasep e a data de nascimento. Para efetuar a atualização, o servidor deverá acessar a página http://consultacadastral.inss.gov.br e preencher os dados. O procedimento é simples e se estiver tudo regular, será concluído no próprio sistema. Em caso de alguma inconsistência nas informações prestadas, o portal do eSocial emitirá um aviso orientando o trabalhar sobre a que órgão deverá se dirigir.

Evelin Gabriel explica que o site para atualização cadastral tem apresentado um problema, ao qual o servidor da ALBA deverá se atentar. “Na hora de preencher os dados, não pode acentuar as palavras. Também não pode colocar cedilha onde houver. O sistema tem dado erro quando estes caracteres são inseridos”, informa. Outra observação feita pela servidora é que a atualização deve ser feita por todos que prestam algum serviço na ALBA sem distinção de vínculo.

O técnico legislativo David Lavigne trabalha na Casa de leis da Bahia há 52 anos e não perdeu tempo para fazer o cadastramento. Ele conta que não teve dificuldades para utilizar o portal do eSocial. “Foi tudo rápido. Não tive nenhuma dificuldade, a documentação necessária estava acessível. Não há motivos para deixar para depois”, aconselhou Lavigne.

Tânia Queiroz, técnica legislativa e chefe do Departamento de Documentação e Informação, trabalha no Legislativo baiano há 42 anos e foi uma das primeiras pessoas que fizeram o procedimento no eSocial. “Foi tranquilo para realizar o cadastro. Eu ainda não tinha noção da finalidade, mas agora já estou ciente. Se é para facilitar e cumprir o papel de cidadã, eu aconselho que ninguém deixe de fazer”, afirmou a servidora.

A atualização cadastral deverá ser feita por todos os servidores dos órgãos públicos da administração federal, estadual e municipal.

Para fazer, clique aqui

 Planserv


Os servidores da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) podem aderir ao Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Planserv). Para isso, o primeiro passo é se atentar ao prazo: até o dia 5 de cada mês. 

O que muita gente não sabe é que há casos em que o servidor pode aderir sem ter que passar pelo período de carência. De acordo com o Departamento de Serviço Social da ALBA, há três casos em que isso é possível: o recém-nascido, o recém-admitido e o recém-casado. Estes três perfis têm 30 dias para adesão a partir, respectivamente, da data do nascimento, da admissão e do casamento.

A vigência do plano começa após o desconto em folha de pagamento, o que ocorre um mês após a adesão. Para o servidor que não se encaixa nestas categorias, os prazos de carência são outros:
- Consultas médicas e exames laboratoriais: 30 dias.
- Exames complementares, serviços auxiliares, terapias, casos clínicos cirúrgicos, ambulatoriais: 180 dias.
- Parto: 300 dias.
- Quarto privativo: 90 dias.

Para aderir ao plano, o servidor titular deverá ter em mãos os seguintes documentos: RG e CPF; comprovante de residência (água, luz, telefones fixo e celular, multa de trânsito, IPTU, boleto bancário ou contrato de aluguel).
Em caso de cônjuge, a documentação necessária é: certidão de casamento civil expedida nos últimos 180 dias; documento de identidade com foto; CPF de ambos.
Para filhos solteiros, o servidor apresentará: certidão de nascimento, RG e CPF.

O valor pago pelo servidor por mês ao Planserv depende do salário bruto que recebe mensalmente. Em um exemplo, o funcionário que tem uma remuneração total entre R$ 2.050,01 a R$ 2.150,00 pagará o valor mensal de R$ 187,20. Neste caso, o plano para o cônjuge ou companheiro será de R$ 93,60. Para outros dependentes neste perfil apresentado, a taxa ao mês seria de R$ 41,18. Outros detalhes estão à disposição no site planserv.ba.gov.br.
NeusaMenezes/Agência-ALBA
  • Publicado em: 11/07/2018
  • Setor responsável: ASSESSORIA COMUNICACAO SOCIAL
  • Compartilhar: