NOTÍCIAS
Heber Santana saúda os 30 anos da IBCA

A pequena Congregação Batista do Caminho das Árvores, organizada há 30 anos na garagem da residência do casal Átila e Mailde Brandão, no bairro do Caminho das Árvores, na Alameda dos Sombreiros, à época vinculada à Igreja Batista Shalom, cresceu rapidamente e hoje, liderada pelo bispo patriarca Átila Brandão, tornou-se o Ministério Batista Internacional Caminho das Árvores, com milhares de membros e congregações em diversos países. “A caminhada da Igreja Batista Caminho das Árvores é motivo de muita alegria e de gratidão a Deus pelo muito que esse ministério tem feito pela Bahia, tanto na orientação espiritual como nas áreas social e educacional”, comemora o deputado  Heber Santana (PSC), destacando que no dia 11 deste mês esta instituição religiosa estará completando 30 anos de fundação.

Para marcar a data, Heber Santana fez registrar moção de congratulação em ata dos trabalhos da Assembléia Legislativa, lembrando que a igreja está em festa, realizando uma semana de celebração pelas três décadas de atuação. Heber lembrou que a Igreja Batista Caminho das Árvores (IBCA) transformou-se numa das maiores igrejas evangélicas da Bahia, mantendo hoje uma centena de congregações espalhadas pelo Brasil e sete igrejas no exterior, a exemplo das congregações em Portugal, Alemanha, Escócia, França, Itália, Inglaterra e Venezuela.

Além do trabalho evangelístico, a igreja realiza importante trabalho social e também educacional. Através do Dia de Ação Social do Caminho, milhares de pessoas são abençoadas e conseguem ter suas cidadanias valorizadas. Além disso, contribui para a formação social de jovens e adolescentes através do Colégio Batista Brasileiro e da Universidade Batista Brasileira.

Na justificativa da moção, Heber historiou que pouco tempo depois de organizar a congregação, Átila Brandão concluiu o curso de Teologia e foi consagrado ao Ministério Pastoral Batista. No dia 11 de junho de 1988, o pastor Noel Ferreira da Costa, então presidente da Igreja Batista Shalom, realizou concílio e emancipou a congregação tornando-a Igreja Batista do Caminho das Árvores, naquele momento com 46 membros. A garagem do casal fundador ficou pequena para o grupo que crescia, sendo então alugado o Salão de Convenções do Centro Empresarial Iguatemi para acolher a novel igreja.

A IBCA crescia rapidamente, e logo passou a reunir-se no Centro de Treinamento de Professores da Prefeitura, na Avenida ACM. Logo o espaço ficou pequeno, e um novo templo foi construído na Rua A do Loteamento Jardim Vela Branca, que teve o nome mudado para Rua Jesus Cristo de Nazaré, em terreno doado pelo então prefeito de Salvador, Mário Kertész.
Arquivo/Agência-ALBA
  • Publicado em: 07/06/2018
  • Setor responsável: ASSESSORIA COMUNICACAO SOCIAL
  • Compartilhar: