NOTÍCIAS
Bobô apresenta proposta para melhorar educação na Bahia
Com a finalidade de promover a melhoria da qualidade ...

Com a finalidade de promover a melhoria da qualidade da educação por meio do envolvimento e da participação da comunidade, ampliando o diálogo e a cooperação entre os alunos, pais e a sociedade, o deputado Bobô (PC do B) encaminhou indicação ao governador Rui Costa para que determine o envio do projeto de lei Escola em Ação, possibilitando o acesso dos jovens à escola nos finais de semana para a realização de atividades recreativas, educativas e culturais.


O projeto prevê a abertura das escolas à comunidade para prática de esportes, atividades recreativas e culturas nos finais de semana na Bahia. As unidades deverão abrir as portas para a comunidade pelo menos um final de semana a cada mês. Caberá à Secretaria de Educação do Estado fiscalizar a implementação do Programa.


Cada escola terá o apoio de uma associação de moradores ou entidade sem fins lucrativos que se responsabilizarão pelo monitoramento das atividades. E cada uma delas deverá ser cadastrada pela Secretaria de Educação do Estado para realizar atividades no espaço da escola. O projeto ainda estabelece que será de responsabilidade de cada entidade os eventuais danos causados à estrutura das escolas no período de realização do projeto.

ESTRUTURA

A direção da escola fornecerá toda a estrutura necessária para realização das atividades. O parlamentar ressaltou que “a proposta valoriza a cultura popular, as expressões juvenis e o protagonismo da comunidade, contribuindo para fortalecer o sentimento de identidade e pertencimento”. Bobô pontua ainda que a escola irá “ampliar a sua relação com a comunidade, por meio da troca de saberes”, podendo promover um redimensionamento da sua pedagogia, tornando-se mais inclusiva e competente na sua ação educativa.
O comunista destacou ainda que a parceria com as instituições locais e a integração com projetos da Secretaria de Educação e outros órgãos públicos e da iniciativa privada “são parte fundamental da proposta do Programa, permitindo a apropriação e o enraizamento das ações no território, concorrendo para sua sustentabilidade e continuidade”.

Arquivo/Agência-ALBA
  • Publicado em: 23/08/2017
  • Setor responsável: ASSESSORIA COMUNICACAO SOCIAL
  • Compartilhar: